Página Inicial Conselho Municipal
de Turismo de Bauru




Como nasceu o sanduíche Bauru

Fonte: Marilu Torres - prima-irmã de Casimiro Pinto Neto

"A denominação do sanduíche que lembra a cidade sem limites teve origem há mais de meio século, em São Paulo, quando o então estudante de direito do Largo de São Francisco e futuro criminalista, Casimiro Pinto Neto, conhecido como "Bauru" resolveu comer algo diferente e rápido, no Ponto Chic, um bar frequentado por artistas e estudantes, localizado no Largo do Paissandu, em São Paulo."

Narrado por Casimiro Pinto Neto - criador do sanduíche

"Era um dia do ano de 1934 em que eu estava com muita fome. Cheguei para o sanduicheiro Carlos - já falecido - e falei: 'Abra um pão francês, tire o miolo e bote um pouco de queijo derretido dentro'. Depois disso o Carlos já ia fechando o pão e falei: 'Calma, falta um pouco de albumina e proteína nisso' - eu tinha lido em um opúsculo, livreto de alimentação para crianças da Secretaria de Educação e Saúde, chamado 'O livro das mãezinhas', escrito pelo ex-prefeito Wladimir de Toledo Piza, também frequentador do Ponto Chic, que informava ser a carne rica nesses dois elementos - 'bota umas fatias de "roast beef" junto com o queijo'. O Carlos colocou e já ia fechando de novo quando tornei a falar: 'Falta a vitamina. Bota aí umas fatias de tomate.' Este é o verdadeiro Bauru.

Quando eu estava comendo o segundo sanduíche chegou o Quico - Antonio Boccini Jr., que era muito guloso e pegou um pedaço do meu sanduíche e gostou. Aí ele gritou para o garçom, que era um russo chamado Alex: 'Me vê um desses do Bauru!'. Os amigos foram experimentando e o nome foi ficando. Todos, quando iam pedir falavam: 'Me vê um do Bauru!' e assim ficou o nome de Bauru para o sanduíche criado por Casimiro Pinto Neto, 'Sua Excelência, o Bauru', que sem maiores pretensões acabou criando um marketing que fez de Bauru uma cidade conhecida internacionalmente."





 
© 2015 - Prefeitura Municipal de Bauru