Missão

Contribuir para a preservação da história e da memória da identidade da cidade e das pessoas, desenvolvendo atividades sociais, educacionais bem como de pesquisa; através de exposições de longa duração, temporária e itinerantes para a comunidade em geral.

Sobre o Museu Ferroviário

Por ter sido Bauru a cidade que recebeu o maior entroncamento ferroviário do estado de São Paulo, tanto em termos de fluxo de transporte, como de dinheiro, houve nesta época muito desenvolvimento para nossa região. Em 11 de julho de 1969, no governo do Dr. Alcides Franciscato, foi crido o Museu Ferroviário Regional, através da lei nº 1425, porém não entrando em funcionamento nesta época.

Foi em 1986, que a discussão sobre o museu entrou em evidência novamente, sendo alterado o seu nome para MUSEU FERROVIÁRIO REGIONAL DE BAURU, pois o mesmo iria abrigar acervos das ferrovias, ESTRADA DE FERRO SOROCABANA, ESTRADA DE FERRO NOROESTE DO BRASIL E COMPANHIA PAULISTA DE ESTRADA DE FERRO, que viriam de várias regiões onde o trem fez sua passagem ou foram construídas suas estações. A principal finalidade do museu na época era de acolher e preservar o material ferroviário para exibição ao público.

Em 26/08/89, finalmente o projeto torna-se realidade, com a inauguração da primeira exposição permanente do Museu Ferroviário Regional de Bauru, no prédio situado na rua Primeiro de Agosto, centro de Bauru, ao lado da Estação Ferroviária, antigo escritório da Diretoria Administrativa da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, num complexo de quatro salas e um auditório.

O Museu Ferroviário no final do ano de 2005 iniciou um processo de reforma na estrutura física, ganhando no seu espaço interno uma praça, com palco e bancos, e uma parte de um carro de passageiro reformado. Esta área é destinada a eventos culturais no museu. Atualmente estamos com a exposição permanente denominada "As ferrovias e o desenvolvimento urbano", a qual retrata a importância das ferrovias como alavanca de progresso e influência social das regiões onde estavam instaladas.